Fiscalização registra mais uma situação de maus tratos a animal

Quarta-feira, 16 de junho de 2021


Ouvir matéria

Em quinze dias este é o segundo caso registrado em Mandaguari. Foi na última terça-feira, dia 15 de junho, quando a Coordenadoria de Proteção Animal, foi chamada a comparecer a Rua João Neves de Oliveira, no Parque Industrial I, para verificar situação de maus tratos. Lá chegando, os agentes fiscais encontraram o cachorro acuado num barranco entre árvores de um terreno particular próximo. 

As informações foram coletadas a partir de pessoa que presenciou o fato ocorrido e prestou declarações tanto a fiscalização quanto para a Polícia Militar, que foi chamada para tomar a s devidas e providências. O suspeito da ação foi conduzido até a Delegacia de Policia, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência.

Segundo foi apurado, o animal de rua foi agredido após adentrar no local de moradia do suspeito para se alimentar da ração que este havia colocado para um animal que seria do agressor.  Não contente em expulsá-lo de sua moradia, o seguiu até o imóvel vazio, para onde o animal tentou escapar, onde teria acuado o mesmo entre árvores e agredido com as pauladas e atirado pedras no cachorro.

A Coordenadoria de Proteção Animal do Município avalia os fatos para a aplicação das medidas cabíveis, sendo que no âmbito do setor a multa mínima para estes casos é de mais de R$ 2100,00,  podendo ainda responder por crime de maus tratos nos termos da Lei 14064/2020 com pena de prisão de até cinco anos e multa na esfera criminal.

O animal, que segundo informações não possui tutor e é sempre encontrado naquelas imediações, foi avaliado no local pela Veterinária do CBEA (Centro de Bem Estar Animal) e recolhido as instalações do centro para cuidados e posterior disponibilização para adoção após restabelecimento.

Vale lembrar que no dia 31 de maio último a Coordenadoria de Proteção Animal foi acionada por moradores para atender outra situação de maus tratos. Segundo o relato, uma cachorrinha estava agonizando num terreno baldio próximo, devido ao abandono por parte de sua tutora. Apesar dos esforços do agente que tendeu a ocorrência e da médica veterinária, o animal acabou morrendo.

 Galeria de Fotos

 Veja Também

Horário de atendimento: das 7h30 às 11h30 e 13 às 17h

Última Atualização do site:   26/09/2022 10:56:53